1

quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

CRIANÇA PEDE 11 SANDUÍCHES EM APLICATIVO SEM OS PAIS SABEREM E GERA PREJUÍZO DE R$ 161



Enquanto tentamos nos adaptar às novas tecnologias diariamente, as crianças parecem nascer sabendo como enviar mensagens, tirar fotos e fazer ligações. Porém, supervisão é sempre necessária, para evitar situações como a da família Peniche, que vive em Belém, no Pará. Ana Paula e Charles, pais de Pedro, tomaram um susto quando um entregador apareceu em sua casa para deixar 11 sanduíches que haviam sido pedidos pelo menino no aplicativo Ifood.

O menino de 4 anos, que já sabe ler e escrever, como afirmou a mãe em entrevista ao O POVO Online, já tem o costume de utilizar o celular, principalmente para conversar com os tios e avós no Whatsapp. Nesta terça-feira, 27, a mãe e o menino assistiam televisão após o jantar quando a campainha tocou e o pai foi atender a porta. Charles então se surpreendeu pois ali estava um entregador de uma lanchonete local avisando: "São 11 sanduíches e custa R$ 161".

Ana Paula, ao receber a notícia do marido, acessou então o aplicativo Ifood e descobriu que Pedro havia efetuado o pedido. Quando Charles questionou se a esposa havia pedido comida, o menino ainda chegou a responder: "Eu pedi, deu certo?". A mãe relata que ficou abalada com o acontecimento, principalmente pelo prejuízo, já que, ao reconhecer que o filho havia feito o pedido, os pais entenderam que não seria justo com o entregador não pagar.
Uma lição valiosa

Os sanduíches acabaram sendo divididos com outros membros da família, que compraram alguns para minimizar a despesa de Ana Paula e Charles. Ao se acalmar, a mãe conversou com o filho, dizendo a ele que estava triste porque ele havia pedido os sanduíches sem avisar.

A resposta do menino foi, enquanto chorava, que a conta deveria ser de apenas R$ 11, já que haviam sido onze sanduíches. Pedro então entregou à mãe R$ 2 que havia ganhado do avô. Ana Paula disse que aceitou o dinheiro, “para ele saber que as coisas custam dinheiro e trabalho”. Logo depois, Ana Paula desinstalou o aplicativo, apesar de Pedro ter prometido que não faria novamente.

“Algumas mães me deram o sábio conselho de compartilhar a história em modo público, pois sempre tem alguém com uma história parecida, e foi um sábio remédio, pois comecei a finalmente rir da história”, relata Ana Paula. A postagem feita por ela, com a imagem do nota fiscal e um breve relato, está repercutindo nas redes sociais, já são mais de 4 mil reações e 2 mil compartilhamentos.
Com O POVO Online

PRESIDENTE DO STF SUSPENDE PEC QUE EXTINGUIU TCM-CE



O Supremo Tribunal Federal (STF) deferiu ontem liminar que suspende a extinção do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM-CE), aprovada pela Assembleia Legislativa no dia 21 de dezembro. De acordo com a decisão, deferida pela ministra Cármen Lúcia, presidente do STF, todos os efeitos da Emenda Constitucional aprovada pelos deputados ficam suspensos até novo julgamento.

'Poder Judiciário cuidou de inibir esse abuso', diz Domingos Filho, presidente eleito do tcm

Deputados haviam aprovado a PEC de extinção do TCM na última quarta-feira

A liminar foi motivada por Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) protocolada pelo presidente eleito do TCM-CE, o conselheiro Domingos Filho, junto com a Associação dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon) na última segunda-feira, 26.
Relator do caso na Corte, o ministro Celso de Mello pode suspender os efeitos da liminar na volta do recesso do STF, dia 1° de fevereiro. Como a atitude é incomum, o fim do TCM-CE só deve ser mantido se, no julgamento do mérito da ADI, o ministro decidir que a Emenda à Constituição não é inconstitucional.

Até lá, as ações de transição tomadas pelo Tribunal de Contas do Estado do Ceará (TCE-CE), como a redistribuição dos processos aos seus conselheiros, estão suspensas. A posse de Domingos Filho como presidente do TCM-CE também pode acontecer normalmente. Ele pretende marcar a posse já para o dia 2 de janeiro.

“Nós vamos cumprir nosso dever. O que fizemos antes foi cumprir o que a AL-CE decidiu, agora vamos cumprir o que o STF decidiu”, esclareceu o presidente do TCE-CE, Edilberto Pontes.

Liminar
Entre as alegações de inconstitucionalidade da ADI, Cármen Lúcia considerou a que dizia respeito à “velocidade incomum na tramitação e aprovação da Proposta sem espaço para debate”, segundo texto da liminar. A ministra ainda entendeu haver urgência na causa pelas providências de desativação do TCM-CE já estarem acontecendo.

Na Assembleia, a notícia foi recebida com surpresa enquanto os deputados se preparavam para votar Lei Orçamentária Anual de 2017, destinando todo o dinheiro do órgão para o TCE-CE. O autor da PEC, Heitor Férrer (PSB) voltou a defender constitucionalidade da proposta.

Já deputados da oposição comemoraram a decisão e tentaram adiar a votação.

“(A liminar) foi o reparo da justiça. O que essa Casa protagonizou nos últimos dias foi lamentável”, afirmou Roberto Mesquita (PSD). (Colaborou Daniel Duarte) 

Frase

TODA A EMENDA À CONSTITUIÇÃO FOI SUSPENSA. ASSIM, TUDO O QUE FOI FEITO ATÉ AGORA VAI SER RECONSTITUÍDO, OS PROCESSOS VOLTAM PARA O TCM-CE E EU VOU TOMAR POSSE EM JANEIRO. O TCM-CE CONTINUA INTACTO”

Domingos Filho, presidente eleito do TCM-CE

Saiba mais 

O presidente do TCE-CE, Edilberto Pontes,lamentou a “insegurança jurídica” que a decisão causa. “É claro que essa situação não é favorável e causa um transtorno. Distribui os processos, redistribui, leva de volta...”, afirmou. Ele também informou que a comissão de transição que havia sido criada também fica suspensa.

Na última segunda-feira, 26, no letreiro do auditório da sede do TCM-CE já não constava os nomes “dos municípios”. Ontem, servidores do órgão, que seriam realocados no TCE-CE, chegaram a se “despedir” da letra M da sigla na fachada do prédio. Logo após o “ato simbólico”, eles foram informados da decisão que suspende sua extinção.
Com O POVO Online

PARTE DOS CONTRATADOS DE MARTINÓPOLE PREVÊ CALOTE NOS SALÁRIOS



O clima é de desespero para alguns servidores comissionados e contratados da Prefeitura de Martinópole, região norte do estado do Ceará. Os servidores estão fechando o ano de 2016 sem receber os salários de novembro e dezembro. Alguns admitem que estão passando por dificuldades financeiras e temem calote.

“Peço uma posição do prefeito a respeito dos empregados contratados da prefeitura, os servidores estão novembro e dezembro de 2016 sem receber um centavo, isso é um absurdo! Eu tenho 2 filhos, preciso pagar minhas contas, trabalhei e por isso preciso ter meu salário pago”, disse uma servidora, em mensagem enviada pelo WhatsApp.

No dia 31 de dezembro, todos os comissionados serão exonerados — e quem não vir a cor do dinheiro até lá, não saberá a quem recorrer. Ao novo prefeito, Júnior Fontenele (PSD), não será.

Durante entrevista à emissora de rádio, o prefeito Ney Monte comentou o assunto afirmando que a quitação dos débitos estava em andamento.

No Facebook, os internautas questionaram o pagamento dos contratados, Ney escreveu: “Todos os servidores que trabalharam tem direito a receber. No entanto, os recursos disponíveis no momento não foram suficientes. Mas vamos aguardar o que vai entrar no dia 29. Com pensamento positivo e se os recursos forem suficientes. Possivelmente, consigamos pagar. Mas não posso prometer”..

“Importante esclarecer que algumas pessoas que possuem conta no Banco do Brasil, mas em outras agências que não a de Granja tem que estar atentos à regra do banco: a agência de Granja realizou a transferência, mas a agência receptora precisa dar a confirmação do recebimento. Infelizmente, ainda existe esse detalhe no procedimento. Eu lamento muito. Mas fiquem tranquilos que todos os servidores concursados foram pagos. É só questão de tempo para receber”, declarou Ney Monte.

Segundo o prefeito, hoje 29, foi autorizado o pagamento dos contratados referente a novembro, mas infelizmente há obrigações com o INSS e devido ao pouco espaço de tempo, é o que se pode fazer. “Gostaria de poder fazer mais, mas os recursos são limitados”, escreveu Ney.
Com Blog Acontece

terça-feira, 27 de dezembro de 2016

CONTAS DE TELEFONE FIXO E CELULAR DEVEM TER ALTA DE QUASE 20% EM JANEIRO



Ano que vem, o brasileiro terá uma surpresa desagradável quando chegar a conta de telefone. O preço vai subir em todo o país para grande parte dos usuários de celular com planos de conta, os chamados pós-pago e controle. Esse grupo soma mais de 77,3 milhões de linhas, de acordo com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Em alguns casos, a alta pode chegar a quase 20%. Para o telefone fixo — com 42 milhões de linhas em funcionamento —, o aumento deve ser de até 13%, indica estimativa feita por fontes do setor.


O custo do consumidor com os serviços deverá ser maior por causa de uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), de outubro, que obriga as empresas de telefonia a recolherem o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre o valor da assinatura básica, seja da telefonia fixa ou da móvel.


Para o STF, a assinatura mensal pode ser considerada um serviço, já que representa “a efetiva prestação do serviço de comunicação”. A decisão vale tanto para a telefonia fixa quanto para a móvel.